Homem se finge de morto em atentados para escapar de processo

Da Redação
Em São Paulo

Um homem de 27 anos, natural de Hong Kong, foi acusado de tentar fingir sua morte no ataque ao World Trade Center, no dia 11 de setembro do ano passado, para escapar de um processo por fraude no passaporte.

Steven Chin Leung, que foi libertado sob fiança em abril após prisão por fraude no passaporte, foi preso novamente ontem depois de ser reconhecido. Ele havia tentado conseguir um passaporte norte-americano usando uma certidão de nascimento e um número de seguro social falsos.

Depois dos ataques terroristas, Leung supostamente fingiu ser um irmão fictício, afirmando que Steven Leung era um técnico em computadores que morreu na ocasião.

Se condenado, Leung pode pegar 20 anos de prisão por obstrução da justiça, cinco anos por quebra de fiança e mais de dez anos por fraude de passaporte. Cada uma das acusações também carrega uma possível multa de US$ 250 mil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos