Enterrado vivo sai do túmulo e identifica assassinos de seu filho

Da Redação
Em São Paulo

Um homem que havia sido enterrado vivo junto com seu filho assassinado conseguiu sobreviver e levou a polícia a seus supostos agressores, disseram autoridades nesta quarta-feira.

Na segunda-feira, Forrest Bowyer, 54, teve a garganta cortada por dois homens, aparentemente interessados em roubá-lo, e depois foi jogado em uma cova junto com seu filho de 12 anos, morto com três tiros, de acordo com Tommy Boswell, delegado de Russel County.

Bowyer fingiu-se de morto enquanto os homens o enterravam e conseguiu sair quando eles foram embora, chegando a uma rodovia onde pediu ajuda a um motorista.

Michael David Carruth, 43, e Jimmy Lee Brooks Jr, 22, foram presos cerca de 12 horas depois que Bowyer os identificou, segundo a polícia.

Bowyer foi internado e suas condições eram estáveis.

"O sr. Bowyer cavou para fora de sua cova", disse Boswell. "Fisicamente ele está bem, mas psicologicamente ele está tendo problemas para lidar com a morte do filho."

A polícia disse que os suspeitos informaram ser policiais quando foram à casa de Bowyer na segunda-feira. Eles seqüestraram pai e filho e exigiram dinheiro e drogas.

Depois de voltar à casa de Bowyer para roubar dinheiro, os homens levaram as vítimas para um canteiro de obras onde cavaram a cova de 46 centímetros de profundidade.

Bowyer contou à polícia que os homens cortaram sua garganta e depois deram um tiro na cabeça de seu filho. O garoto foi jogado na cova e levou mais dois tiros.

Carruth e Brooks foram indiciados por homicídio, tentativa de homicídio, sequestro e roubo e foram presos sem direito a fiança. Se condenados, podem receber a pena de morte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos