Vovó tenta contrabandear ecstasy e diz que achava que era Viagra

Da Redação
Em São Paulo

Uma mulher de 81 anos em uma cadeira de rodas foi presa no Aeroporto Internacional de Miami acusada de tentar contrabandear cerca de 10 mil tabletes de ecstasy para os Estados Unidos, disseram inspetores da Alfândega na sexta-feira.

A suspeita, que foi presa com seu namorado de 56 anos, disse aos inspetores da Alfândega que ela sabia que as pílulas estavam escondidas em suas malas, mas pensou que eram de Viagra, informou a rede de televisão de Miami WSVN.

Os inspetores da Alfândega encontraram 9.931 pílulas ilegais em uma mala cheia de livros durante uma inspeção de raio-X nas bagagens do vôo da British Airways, vindo de Londres na noite de quarta-feira. Eles esperaram para ver quem viria buscar a mala.

"Nós ficamos surpresos quando ela e seu namorado vieram buscar a mala", disse Chris Maston, chefe dos inspetores da Alfândega de Miami, à rede de TV.

Ele disse que os traficantes estavam recrutando "pessoas que eles pensam que não seriam suspeitos".

Uma fiança de US$ 250 mil foi estabelecida para cada um dos suspeitos, identificados como Stella Michetti e Hans Hirschi.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos