Contrabando de filhotes preocupa Hong Kong

Da Redação
Em São Paulo

Primeiro foram os cigarros. Depois, a gasolina. Agora, são os filhotes de cachorro e de gatos.

Os traficantes vinham faturando alto com o aumento da demanda por animais de estimação em Hong Kong levando para dentro da região, de forma ilegal, filhotes vindos da China continental.

A polícia apreendeu 46 filhotes de cães e três de gatos na noite de terça-feira, quando eles eram levados para o território pelo mar.

As autoridades descobriram os animais amontoados em jaulas após terem parado a embarcação para realizar uma busca por imigrantes ilegais.

Dois chineses foram detidos, e a polícia disse que continua a investigar o caso.

Vários cães de raça foram confiscados, entre os quais pequineses e dobermans, que em Hong Kong valem milhares de dólares.

Segundo a polícia, a carga toda teria sido vendida por cerca de US$ 39 mil caso chegasse às lojas de animais de estimação.

A Sociedade para a Prevenção da Crueldade contra Animais (SPCA) advertiu os moradores de Hong Kong a não comprarem animais vindos da China. "As chances de doença são muito altas", afirmou Chris Hanselmn, diretor-executivo da sociedade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos