Médico canadense desiste de tratar fumantes

Da Redação
Em São Paulo

Um médico canadense mandou seus pacientes fumantes largarem o cigarro ou procurar outro especialista.

"Basicamente o que estou dizendo é: a hora chegou. Ache outro médico porque estou muito frustrado em lidar com suas doenças ligadas ao fumo e você não está sendo um parceiro nos cuidados com sua saúde", disse Frederick Ross, em entrevista à rede de televisão CBS.

O médico avisou seus 5.000 pacientes em dezembro que, pelo menos, tentassem parar de fumar até 1o. de março ou não seriam mais tratados por ele.

Ross afirmou que cerca de 30 pacientes prometeram parar, e poucos pediram para ser transferidos a outro médico.

No entanto, o ultimato desencadeou um debate sobre o direito dos médicos de agirem dessa maneira dentro do sistema de saúde pública do Canadá. Questiona-se ainda se a decisão pode abrir a porta para médicos se recusarem a tratar de pacientes com estilos de vida menos saudáveis, como os obesos.

Ross afirmou à mídia local que a gota d'água foi um paciente que voltou a fumar depois de ter sido tratado contra câncer do pulmão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos