Monica Lewinsky quer contar sua história com Clinton em documentário

Da Redação
Em São Paulo

A ex-estagiária da Casa Branca Monica Lewinsky, que foi o centro de um escândalo sexual que quase causou o impeachment do então presidente Bill Clinton, anunciou na quinta-feira que decidiu contar sua versão da história em um documentário.

Lewinsky disse durante uma entrevista à rede CNN que um documentário televisivo pode ser uma forma interessante de esclarecer falsas impressões sobre o relacionamento dela com o ex-presidente norte-americano.

"Eu estava um pouco preocupada com algumas das informações falsas e as histórias parciais que foram contadas, com versões de uma história que estavam vindo de pessoas que não estavam lá e que estavam sendo contadas de novo", afirmou a ex-estagiária no programa "Larry King Live".

"Eu queria tentar esclarecer interpretações equivocadas e substituí-las pelos acontecimentos reais da história", disse, acrescentando que queria chamar a atenção para os "assuntos históricos ou constitucionais" que se perderam na "fome por luxúria de 1998 e 1999".

Na época, Bill Clinton foi acusado pela Câmara dos Deputados de perjúrio e obstrução da Justiça ao esconder o caso com Lewinsky, mas foi absolvido pelo Senado em fevereiro de 1999.

De acordo com a jovem, uma das histórias mais falsas era a de que ela foi a Washington com a intenção de seduzir o presidente e conseguir fama ao expor o relacionamento.

"Isso não se aproxima nem um pouco da realidade", afirmou. "Fui a Washington para um rápido pit stop na minha carreira escolar."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos