Britânica apela à Justiça para morrer

Da Redação
Em São Paulo

Uma mulher inteiramente consciente, que perdeu todos os movimentos do corpo e fica o tempo todo deitada na cama de um hospital, apresentou nesta quarta-feira recurso à Justiça britânica para conseguir o direito de morrer. A mulher, de 40 anos, pede que seja desligado o pulmão artificial que a mantém viva desde que sofreu uma ruptura da jugular, há um ano.

Do hospital, onde estava com de seus advogados e da equipe médica, ela acompanhou a audiência por meio de câmeras de vídeo conectadas diretamente com o tribunal. A audiência durou pouco mais de uma hora. O caso continuará a ser julgado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos