Bogotá vai ter 'noite das mulheres'

Da Redação
Em São Paulo

Sem homens nem bebida. As mulheres darão nesta noite rédea solta a suas emoções nas ruas de Bogotá, que realizará, pela segunda vez, uma espécie de experiência mais aproximada a uma reflexão sobre a violência.

Na "Noite das Mulheres" - uma iniciativa do excêntrico prefeito de Bogotá, Antanas Mockus, os homens deverão ficar em casa entre oito da noite e uma da manhã, para deixar as mulheres desfrutarem a cidade.

"Vamos ceder às mulheres a cidade por uma noite, em reconhecimento a seu trabalho de proteção à vida e ao cuidado da família", declarou Mockus, que já realizou uma iniciativa parecida ano passado.

Para o evento, estão programados em vários setores da capital shows, apresentações de boleros, caminhadas noturnas nos parques, apresentações de peças teatrais além de muita rumba "sadia".

Na noite de sexta-feira entrará em vigor a proibição de venda de bebidas alcoólicas, uma vez que no próximo domingo serão realizadas eleições legislativas na Colômbia.

Para Mockus, as mulheres são "muito mais pacíficas e muito mais construtivas", pelo que uma noite sem homens ajudaria a baixar a violência na cidade, onde são registrados 30 casos de homicídios para cada 100 mil habitantes.

Segundo o prefeito, a iniciativa servirá também para prestar uma "justa homenagem" às mulheres trabalhadoras, chefes de família.

Em vários teatros e cinemas da cidade será projetado o documentário "La Mirada de Miriam", uma reflexão sobre uma mulher que vive em condições econômicas e sociais adversas, depois de sofrer uma situação de violência, conseguindo dar a volta por cima.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos