Preso estuprador de bebê na África do Sul

Da Redação
Em São Paulo

A polícia sul-africana prendeu nesta quinta-feira um homem de 23 anos ligado ao estupro de um bebê de nove meses, incidente que causou protestos em todo o país no ano passado.

O estupro da menina de nove meses, apelidada de Tshepang (tenha fé, em português), em novembro de 2001, chocou os sul-africanos. A polícia foi duramente criticada quando seis acusados de participação no caso foram libertados, depois que exames de DNA não conseguiram ligá-los ao crime.

De acordo com a porta-voz da polícia local, Sally de Beer, o homem foi detido na manhã de quinta-feira na cidade de Vredenburg, na província de Cabo-Oeste, onde ele trabalhava.

Na semana passada, os jornais do país relataram o estupro de uma menina de dois meses da província de Kwa-Zulu Natal. Dois homens, um de 76 e outro de 26 anos, já foram detidos.

Cerca de 21 mil casos de estupros de crianças são registrados pelas autoridades da África do Sul a cada ano. A explicação é o mito de que fazer sexo com uma virgem impede que o homem se infecte com a Aids ou até mesmo o cure da doença, que atinge 9 milhões de sul-africanos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos