Diocese de Boston vai indenizar por abusos sexuais de padres

Da Redação
Em São Paulo

A Arquidiocese de Boston deverá pagar entre US$ 15 milhões e US$ 30 milhões para as pessoas que afirmaram ter sido molestadas por padres da instituição quando crianças, disse o advogado das vítimas nesta terça-feira.

Embora o pagamento encerre a maior parte dos processos civis pendentes contra o ex-padre John Geoghan, a Diocese enfrenta novas queixas de cerca de 200 acusadores que decidiram se manifestar desde janeiro e acusam Geogham e outros padres de Boston de abuso sexual.

"Este não é dinheiro alegre, mas dinheiro sangrento", disse Mitchell Garabedian, que representa os 86 queixosos incluídos no pagamento desta terça-feira.

Garabedian disse que ainda representa vítimas em 27 processos contra a Arquidiocese de Boston e que espera o surgimento de outros processos.

"Isso obviamente não vai pôr fim à questão envolvendo a arquidiocese, o abuso infantil e o abuso sexual por padres", disse. "Este é apenas o começo. As investigações têm de continuar e o abuso sexual por parte de padres tem de ser revelado".

A diocese não quis se pronunciar.

Desde o aparecimento das acusações contra Geogham, dioceses na Califórnia, Maine, New Hampshire e Pensilvânia suspenderam padres acusados de molestar crianças. Em Palm Beach, na Flórida, o bispo Anthony O'Connel renunciou na semana passada depois de admitir ter tido contato inapropriado com um adolescente há 27 anos.

Geogham está cumprindo uma pena de prisão de dez anos por acariciar uma criança e enfrenta pelo menos um outro julgamento causado por acusações de cerca de 130 pessoas molestadas por ele durante os seus mais de 30 anos como padre. Um juiz na semana passada descartou duas acusações de estupro infantil contra Geogham.

Depois das revelações sobre Geoghan, a diocese de Boston entregou à polícia os nomes de mais de 80 padres acusados de abuso nos últimos 50 anos.

Segundo o advogado, o valor final a ser pago a cada vítima será negociado em um encontro de duas horas com juízes. Os encontros vão ocorrer de abril a outubro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos