Promotoria encerra caso Cassia Eller





Da Redação
Em São Paulo

O inquérito que apura a morte da cantora Cassia Eller está encerrado. A 5ª Promotoria de Investigação Penal entendeu que a morte da cantora Cássia Eller foi natural e que não há qualquer indício de que tenha ocorrido um fato criminoso para que seja instaurado processo.

Segundo a promotoria, as circunstâncias envolvendo a morte da cantora e seu atendimento na Casa de Saúde Santa Maria, além dos depoimentos de médicos e familiares, foram bem descritos no inquérito, não tendo sido encontrada nenhuma irregularidade que desse margem à interpretação de que houve culpa por parte da clínica. Por isso, a promotoria pediu o arquivamento do inquérito.

Cássia Eller foi internada na Casa de Saúde Santa Maria no dia 29 de dezembro, às 12h, e morreu às 19h10, depois de sofrer três paradas cardíacas. Na ocasião, especulou-se que a cantora poderia ter morrido de overdose, mas isso não foi comprovado no exame de necropsia do Instituto Médico Legal.

Chicão

Mas a situação do filho de Cássia, Francisco Martins, 9, o Chicão, ainda está sob discussão judicial. A companheira da cantora, Maria Eugênia Martins, ganhou na Justiça a guarda provisória do menino, mas o avô de Chicão, Altair Eller, questiona a decisão e ainda quer ficar com ele.

As informações são da Radiobras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos