Babás norte-americanas satirizam mamães em livro

Da Redação
Em São Paulo

Pergunte a qualquer mãe que trabalha fora e ela provavelmente terá uma história de terror a contar sobre babás. O relato pode ser sobre alguma profissional que foi descoberta dormindo, roubando ou fazendo sexo no expediente.

Mas agora chegou a vez do troco, sob a forma de uma sátira contundente à vida das mulheres ricas de Manhattan, vista pelos olhos de babás exploradas, mal pagas e pouco valorizadas.

O romance "The Nanny Diaries", baseado nas experiências de duas nova-iorquinas de 20 e tantos anos que, juntas, passaram oito anos trabalhando como babás, está sendo saudado como um misto de "A Fogueira das Vaidades" e "Mary Poppins". Os direitos para o cinema foram comprados pela Miramax antes mesmo de o livro sair impresso.

A história relata os esforços hilários de Nan, que cuida de Grayer, único filho da senhora X, que não come, não trabalha, não cozinha, não faz faxina e evita os abraços da criança de 4 anos com um movimento apelidado pelas autoras de "o reflexo espátula" - um ágil passo para o lado que visa impedir que o garoto encoste as mãos em suas elegantes roupas Prada ou Gucci.

Seu marido viciado em trabalho, o senhor X, fornece o dinheiro que sustenta esse modo de vida fútil, mas só aparece de vez em quando dentro do elegante apartamento do casal, com decoração assinada por um profissional famoso.

Nan - que, além de babá, é estudante universitária - leva Grayer numa ronda extenuante de atividades pós-escolares, incluindo aulas de francês, caratê, piano, patinação no gelo, encontros marcados com outras crianças para brincar, consultas com o médico e visitas ao Instituto Culinário Francês, ao Museu Guggenheim e à Bolsa de Valores de Nova York.

Não faltou às escritoras novatas Nicola Kraus, 27, e Emma McLaughlin, 28, materiais em que basear seu retrato da babá que se vê desempenhando os papéis contraditórios de empregada, amiga e provedora de afeto pago a crianças que, no romance, são vistas como apenas mais um acessório padrão dos casais bem sucedidos.

"O livro é tirado de nossa imaginação e baseado em nossas experiências. Eu não diria que é um exagero, mas uma obra de ficção", disse Kraus.

Publicado pela editora St. Martin's Press, "The Nanny Diaries" chega às livrarias americanas na quarta-feira. Ainda não há data prevista para sua chegada ao Brasil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos