Donos de cães assassinos são condenados nos EUA


Da Redação
Em São Paulo

Os donos (foto) de dois cachorros ferozes que atacaram e mataram uma mulher em San Francisco no ano passado foram declarados culpados nesta quinta-feira.

Marjorie Knoller, 46, foi considerada culpada de assassinato em segundo grau, e seu marido, Robert Noel, 60, de homicídio culposo pela morte de Diane Whipple. Ela foi vítima de dois Presa Canário de 56 quilos cada.

O crime ocorreu em 26 de janeiro de 2001, quando Whipple chegava em casa com sacolas de compras e foi atacada pelos cães, por motivos nunca explicados. Ela morreu em decorrência de hemorragia, depois de ter levado 77 mordidas e sido arranhada em todo o corpo.


Os promotores chamaram Noel e Knoller de arrogantes e frios, argumentando que o casal dava mostras de que tinha prazer em ser dono de dois cães de luta que assustavam a vizinhança.

Os advogados de defesa disseram que o ataque foi um "acidente trágico" e que o casal não tinha como suspeitar de que os cachorros atacariam e matariam uma vizinha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos