Americana paga US$ 2 milhões para ir ao espaço via Tonga

Da Redação
Em São Paulo

O ambicioso plano do arquipélago de Tonga para investir em viagens espaciais começou a decolar, graças a uma norte-americana que prometeu pagar US$ 2 milhões para ser lançada em órbita a partir desse país da Oceania.

Wally Funk recebeu treinamento para ser astronauta, mas nunca embarcou em uma nave. Em 2005, ela deve realizar esse sonho e passar sete dias em órbita polar, segundo anunciou a InterOrbital Systems (IOS), empresa da Califórnia que desenvolve foguetes.

Essa companhia quer usar uma das 170 ilhas de Tonga para lançar vôos espaciais destinados a turistas. Os US$ 2 milhões que Funk pagou são um preço especial para as reservas antecipadas. O pacote incluiu 45 dias de treinamento na Rússia e na Califórnia, sete dias de missão espacial e, depois, férias em Tonga.

Funk fez sua reserva em fevereiro. Ela deve ter como companheiro de viagem um experiente piloto de supersônicos. A IOS disse que o currículo de seus dois clientes será muito proveitoso para a missão. No ano passado, a ex-instrutora de vôo Funk, que hoje tem pouco mais de 60 anos, fez um treinamento na Rússia, que incluiu experiências com gravidade zero.

A IOS desenvolve sua nave Neptune Spaceliner no deserto de Mojave, nos EUA. Ela terá capacidade para dois tripulantes e quatro passageiros, e pode ser lançada do mar ou de uma base terrestre.

Em abril de 2001, o norte-americano Dennis Tito se tornou o primeiro turista espacial da história. Ele pagou US$ 20 milhões por um lugar num foguete que foi à Estação Espacial Internacional.

Tonga, uma monarquia constitucional de 100 mil habitantes, fica 2 mil quilômetros ao norte da Nova Zelândia. Sua economia está baseada na pesca, agricultura e turismo, além da ajuda internacional e dos rendimentos enviados por cidadãos que vivem no exterior. No final dos anos 1980, o país adotou maneiras polêmicas de conseguir dinheiro, como vender passaportes ou quotas de satélite.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos