Homem que matou 8 na França diz que não se sentia bem na própria pele

Da Redação
Em São Paulo

Richard Durn, o homem que matou oito pessoas e feriu vinte na noite de terça para quarta-feira em Nanterre, ao oeste de Paris, declarou durante sua detenção que queria "terminar com a vida", informaram fontes próximas à investigação.

Esta matança numa reunião do conselho municipal, sem precedentes na França, ocorreu quando os vereadores terminavam a sessão. "Ele atirou como um louco, veio para nos matar a todos", contou um vereador.

Richard Durn explicou de maneira "incoerente" que "não se sentia bem em sua pele", que estava "dessocializado".

"Tinha de matar alguém por isto, tinha vontade de morrer e de terminar com a vida", disse em resumo, segundo o vereador.

Sua detenção preventiva começa esta quarta-feira na brigada da polícia criminal de Paris, período durante o qual será examinado por um psiquiatra, disse o vereador.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos