Alemã se livra da pena de morte em Cingapura


Da Redação
Em São Paulo

Uma alemã de 22 anos livrou-se nesta quinta-feira de ser enforcada em Cingapura sob a acusação de tráfico de drogas. Julia Suzanne Bohl havia sido acusada duas semanas atrás de transportar 687 gramas de maconha, que ela pretendia vender, segundo os promotores.

A lei de Cingapura prevê a pena de morte para quem é pego com mais de meio quilo de maconha. A sentença de Bohl foi reduzida depois que um laudo químico demonstrou que no pacote que ela transportava havia apenas 281 gramas da droga.

Bohl assistiu à sessão do tribunal com a expressão lívida. Ela estava algemada e vestia a mesma blusa rosa e a calça jeans da audiência anterior, há uma semana. Três cidadãos de Cingapura, acusados de serem cúmplices dela no caso, também escaparam da pena de morte, pelo mesmo motivo.

"Estamos aliviados. Agradecemos a todas as pessoas que estiveram na torcida conosco e ainda torcem por nós", disse o pai de Bohl, Wolfgang (foto).

Apesar dessa comemoração, Bohl tornou-se na quinta-feira ré em mais 12 acusações, entre elas tráfico, consumo e posse de drogas e posse de utensílios para o uso de drogas. As três acusações de narcotráfico que agora pesam contra elas implicam, cada uma, penas de cinco a vinte anos de prisão.

Com a retirada da ameaça da pena de morte, os promotores propuseram um acordo que resultaria no confisco de seu passaporte e numa fiança de US$ 80 mil. O advogado dela disse que não aceita o acordo e quer levar todos os casos a julgamento.

Bohl, ex-aluna da escola alemã de Cingapura, estava desempregada na época da prisão. Ela vai continuar presa pelo menos até 11 de abril. O caso é acompanhado com muito interesse pela imprensa alemã, que lotou o tribunal de Cingapura.

Centenas de pessoas, inclusive dezenas de estrangeiros, foram enforcados por causa de tráfico de drogas desde que o pequeno país do Sudeste Asiático impôs a pena de morte para esse crime, em 1975.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos