Kama Sutra ganha versão 'feminista' em inglês

Da Redação
Em São Paulo

A nova edição do manual de sexo em sânscrito de 1.700 anos, o Kama Sutra, chegou às cabeceiras das camas neste mês. Mas agora, em destaque, estão os desejos das mulheres.

"A nova tradução do Kama Sutra reflete a ênfase original no prazer da mulher e na importância de satisfazê-la", afirma a editora Oxford University Press em seu material promocional.

As mulheres conquistaram direitos desde a primeira tradução do Kama Sutra para o inglês - no trabalho, em casa e na cama. Com a mudança dos tempos, detalhes que foram ignorados da primeira vez receberam nesta tradução a devida atenção.

"Quando se lê o original, há várias mulheres determinadas que tiram dos homens o que querem, mulheres que se livram deles quando se entediam", disse Wendy Doniger, uma das tradutoras da nova edição.

Não que sir Richard Burton, que publicou sua tradução em 1883, pudesse ser tido como conservador ou acusado de censura.

"Ele foi absolutamente revolucionário", afirmou Doniger. "A publicação em si naquele tempo foi espetacular. Mas, depois de cem anos, podemos fazer algo muito melhor."

Segundo Doniger, alguns preconceitos daqueles dias fizeram com que o livro ficasse parecido com uma versão para homens do Kama Sutra, escrito originalmente pelo guru indiano Vatsyayana Mallanaga.

A submissão das mulheres era um fato dado, de modo que, quando o texto indiano, por exemplo, aconselhava que as mulheres criticassem energicamente os homens infiéis, o texto de Burton perde o pé.

"Em um trecho se lê: 'Quando ele tocá-la e ver que seus olhos giram nas órbitas, deve pressionar mais forte' ", conta Doniger. "Burton ignorou esse trecho."

A tradução revista contém vários capítulos dedicados apenas às mulheres: "Como tirar dinheiro dele", "Como se livrar dele" e "Métodos para aumentar o tamanho do órgão masculino".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos