Mentiras de 1º de abril invadem imprensa mundial

Da Redação
Em São Paulo

A loja de departamentos Harrods vai abrir uma filial flutuante no rio Tâmisa, em Londres. Não, não é nada disso. A habitual onda de piadas e trotes de 1º de abril invadiu a mídia mundial na segunda-feira.

Um dos trotes mais elaborados foi o da Harrods, que divulgou um comunicado no domingo dizendo que estava se preparando para "flutuar" no mercado.

Os jornalistas acabaram enganados pela notícia, confundindo-a com uma eventual movimentação da loja em Bolsa, e ficaram vermelhos de vergonha, quando receberam, na segunda-feira, uma segunda nota de Mohamed Al Fayed, proprietário da Harrods, dizendo que flutuaria, sim, "no rio Tâmisa."

Na segunda-feira, um jornal romeno pediu a legalização das propinas e uma reportagem na Internet afirmou que o ministro das Finanças do Canadá, Paul Martin, tinha pedido demissão para se dedicar à criação de vacas e patos.

Os tablóides britânicos, conhecidos por se esbaldarem em 1º de abril com histórias mentirosas e cômicas, este ano estavam sombrios em consequência do luto pela morte da rainha-mãe e evitaram os trotes.

Mas o Daily Star publicou um artigo sobre a volta do extinto dodo, afirmando que geneticistas haviam usado o DNA de fósseis do pássaro para trazê-lo de volta à vida, publicando até mesmo uma foto do dodo ao lado de seu criador.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos