Guitarrista do R.E.M. escapa da acusação de causar confusão em vôo


Da Redação
Em São Paulo

O guitarrista Peter Buck (foto), da banda de rock americana R.E.M., foi absolvido nesta sexta-feira da acusação de ter causado confusão num vôo da British Airways porque tinha tomado umas doses a mais.

O júri da Corte de Isleworth, em Londres, considerou o guitarrista não culpado das acusações de se embebedar num avião, agredir tripulantes e causar danos a bens pertencentes à companhia aérea britânica.

"Eu sou muito grato à corte, ao júri, aos meus advogados, à minha família e amigos que me deram força durante essa experiência", disse Buck em um comunicado lido por seu advogado Neil Blundell depois do veredicto.

"Estou obviamente aliviado por tudo isso ter acabado e mal posso esperar para voltar minhas atenções à minha família, banda e música".

Durante o julgamento, que durou três semanas, o tribunal ouviu que Buck,
45, sob o efeito de álcool, apresentou comportamento desregrado na primeira classe de um vôo da BA que decolou de Seattle para Londres. O músico se apresentaria num concerto diante de Nelson Mandela, em abril do ano passado.

A promotoria acusou o guitarrista de ter tomado 15 copos de vinho, derrubado um carrinho de bebidas, agredido dois tripulantes, tentado abrir a porta de emergência da aeronave e escondido uma faca na manga.

Diversas celebridades do mundo musical e do rock se apresentaram para depor a favor de Buck, dizendo ao tribunal que um comportamento como o descrito seria totalmente inusitado para o músico.

O vocalista do R.E.M., Michael Stipe, disse ao tribunal que Buck é "bondoso e gentil", o paradigma do "cavalheiro sulista".

Bono, do U2, afirmou que o amigo é um homem de paz, que prefere passar tempo com seus filhos a viver uma vida agitada. "Eu nunca o vi embriagado. Absolutamente nunca o vi usando drogas", disse Bono.

O R.E.M. é uma das bandas de rock mais bem sucedidas, tendo vendido cerca de 40 milhões de álbuns em todo o mundo.

Depois de ter sido preso no aeroporto de Heathrow, em Londres, no ano passado, Buck divulgou um comunicado dizendo: "Sinto muito pelo incidente e, é claro, estou muito constrangido com tudo isso".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos