Mostra de Marilyn Manson com arte grotesca tem até Hitler nu e hermafrodita

Da Redação
Em São Paulo

Lembra do Marilyn Manson, aquele cantor esquisito, vestido de uma maneira estranha e fazenda umas coisas bizarras? Então, ele também é pintor e agora abriu uma mostra de arte grotesca.

A mostra "The Golden Age of Grotesque" (A Era de Ouro do Grotesco) tem quadros um tanto quanto chocantes pintados pelo cantor. Um deles traz um nu frontal de Adolph Hitler, retratado como um hermafrodita. É a obra mais cara da exposição: custa a "bagatela" de US$ 55 mil.

Uma série de quadros retrata Elizabeth Short, vítima de um célebre assassinato no meio do século passado. Eram quatro obras - uma delas foi comprada por Flea, baixista do Red Hot Chilli Peppers.

Jack Osbourne, filho do Ozzy, também foi à inauguração e gastou 15 mil dólares em uma tela representando o Chapeleiro Maluco de "Alice no País das Maravilhas", intitulado "Jack Arlequim como Coelhinho do Absinto".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos