Passageira é indenizada por ter sido "esmagada" por obesa

Da Redação
Em São Paulo

Você já se sentiu esmagado(a) andando de avião, ônibus ou trem? Pois é, preste atenção nesta história.

A galesa Barbara Hewson viajou pela companhia Virgin Atlantic. Mas ela teve muito azar: sentou ao lado de uma mulher muito obesa. Atenção: o editor do UOL Tablóide não tem nada contra obesos, até porque ele próprio, digamos, passou metade da sua vida de dieta (o que não significa que ele já "chegou lá" - longe disso).

Enfim, a obesa era um pouco espaçosa. Muito, na verdade. Tanto que a pobre Barbara Hewson deixou o vôo com um coágulo no peito, distensão em músculos das pernas e uma crise do nervo ciático - além de ter que passar um mês (sim, 30 dias) no hospital.

A obesa (repetindo: nada contra, senão eu não teria espelhos em casa) só conseguiu se ajeitar no seu assento depois de levantar o descanso de braço que a separava de Barbara. Como resultado, durante parte do vôo o peso da obesa acabou pressionando o corpo da sua vizinha. E bota "pressionando" nisso.

Inicialmente, a Virgin Atlantic teria oferecido à passageira apenas uma cesta de brindes (no valor de R$ 90) como compensação, mas ela decidiu levar o caso mais adiante.

Dois anos depois, após a galesa fazer muita pressão para que sua reclamação fosse levada a sério pela Virgin Atlantic, a empresa aérea finalmente aceitou pagar a indenização à passageira: 13 mil libras (cerca de R$ 78 mil).

OK, chega. Vou voltar a fazer dieta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos