Nasa encomenda livro a escritor de ficção científica para provar que homem pisou na Lua

Trinta e três anos depois de o astronauta norte-americano Neil Armstrong pisar da Lua, em 20 de julho de 1969, tem gente que ainda pensa que foi tudo armação.

Para acabar com qualquer dúvida, a Nasa quer provar que a viagem realmente aconteceu. Para isso, a agência espacial norte-americana vai pagar US$ 15 mil para o engenheiro James Oberg, autor de livros de ficção científica, escrever uma monografia sobre o tema.

O enfoque será dado aos mitos que cercam a chegada à Lua, como fotos que parecem montadas e falta de informações claras divulgadas ao público. Segundo Garber, o texto "não vai convencer as pessoas que acreditam nesses mitos, mas vai esclarecer aquelas que têm a mente aberta".

E não vai ser fácil convencer todo mundo. Segundo uma pesquisa feita em 1999, 11% dos norte-americanos não acreditam que o homem tenha pisado na Lua. No ano passado, uma das maiores redes de televisão dos Estados Unidos, a Fox, aumentou a especulação com o documentário "Teoria da conspiração: nós realmente estivemos na Lua?".

A idéia de que tudo não passaria de uma encenação ganhou força com a internet. Diversos sites defendem a idéia e correntes de e-mail divulgam imagens que comprovariam a conspiração.

No mês passado, Buzz Aldrin, o segundo homem a pisar no satélite, encheu a cara de um defensor da teoria que o incitava a jurar, com a mão sobre uma pilha de Bíblias, que a viagem foi real.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos