Jogador inglês morre de tanto cabecear a bola

A bola de futebol foi a responsável pela morte do ex-jogador de futebol britânico Jeff Astle. Segundo parecer da Justiça inglesa, a doença cerebral degenerativa que matou o atleta em janeiro deste ano, aos 59 anos, foi causada pelo grande número de cabeçadas que deu durante sua carreira.

"Foi provado que Jeff Astle sofreu lesões irreversíveis por causa dos golpes de cabeça em bolas de couro, geralmente úmidas e pesadas, durante os 20 anos em que jogou futebol", concluiu o juiz.

A família de Astle gostou da decisão. "Ao final ficou provado que o futebol, pelo qual meu pai vivia noite e dia, o matou como nós pensávamos. Minha mãe perdeu um marido e nós, um pai que nunca conhecerá seus netos", afirmou Dawn

Para o Brandon Baston, diretor-geral do clube pelo qual Astle jogou, a decisão pode trazer graves prejuízos ao futebol no Reino Unido.

Jeff Astle jogou nas décadas de 60 e 70. Ele marcou 137 gols em 292 partidas, incluindo um decisivo na final da Copa Inglesa de 1968, contra o Everton, na prorrogação.


As informações são da Lancepress!

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos