Médico colombiano que atendeu Maradona é preso com cocaína

Da Redação
Em São Paulo

O médico colombiano Mauricio Vergara, que no ano passado atendeu o astro argentino Diego Maradona, foi preso nesta quarta-feira pela polícia, em Cali (Colômbia), com dois quilos de cocaína.

Vergara foi preso no aeroporto Alfonso Bonilla Aragón, onde pegaria um vôo com escala no Panamá e com destino final Buenos Aires, na Argentina. O médico foi preso por agentes anti-drogas da polícia colombiana.

"A cocaína foi encontrada no estojo de uma máquina fotográfica e no fundo falso de uma mala onde ele levava um computador", disse Alvaro Caro, comandante da polícial de Del Valle (da qual Cali é a capital).

Em 2001, Vergara orientou Maradona em um programa de emagrecimento. No começo do mês, o médico anunciou que havia sido contratado pelo Real Madrid para cuidar de Ronaldo. A informação foi negada tanto pelo clube espanhol quanto pelo jogador. Nesta terça-feira, Vergara retificou o que disse, afirmando que apenas enviou ao Real uma proposta de tratamento para emagrecer Ronaldo.

Fonte: UOL Esporte

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos