"Exorcistas" que atuavam com uniforme de tenistas são presos no Japão

Da Redação
Em São Paulo

O golpe funcionava assim. Um grupo se aproximava de pessoas no metrô do Japão e convenciam essa pessoa que ela estava "possuída" por espíritos. Levavam a dita para um quarto de hotel e realizavam o "exorcismo". Depois cobravam uma fortuna, é claro.

Detalhe: os exorcistas vestiam-se com uniformes de tenistas e carregavam raquetes ou caixas de violino.

Enfim, a polícia japonesa anunciou a prisão dos picaretas, que chegaram a arrecadar mais de US$ 42 mil nos últimos quatro meses.

O jornal "Daily Yomiuri" afirmou que o grupo dizia para as potenciais vítimas: "Suas costas estão possuídas pelo espírito de uma mulher morta e ela amarrou cordas em seu pescoço".

O suposto mentor do grupo, Shunichi Miyazaki, 55, disse ao jornal que seus seguidores vestiam roupas de tênis por que elas passavam mais credibilidade. "Quando eu era estudante, quase me afoguei. Depois do incidente, passei a ter um poder paranormal. Não engano as pessoas e não é uma fraude."

Fonte: Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos