Árbitro chinês é condenado a 10 anos de prisão por aceitar suborno

Da Redação
Em São Paulo


Ah, se a moda pega... Gong Jianping, um dos principais juízes do futebol chinês, foi condenado a dez longos anos de prisão por aceitar subornos de 370 mil yuan (US$ 45 mil).

A sentença, determinada por um tribunal de Pequim, foi considerada "leve" porque o árbitro admitiu ter sido subornado, de acordo com a televisão chinesa.

No fim de 2001, estourou na China o escândalo do "apito negro" sobre suborno no futebol. Gong foi preso em abril do ano passado, quando atuava como o principal juiz da Federação Chinesa de Futebol.

O árbitro malandro teria aceitado dinheiro e mercadorias nove vezes entre 2000 e 2001, segundo o canal de televisão China Central.


Omissão

Os promotores chineses assumiram o caso depois de várias críticas sobre a omissão das autoridades do futebol chinês. O escândalo revoltou os torcedores e ofuscou o sucesso inédito da China ao se classificar para a Copa do Mundo de 2002.

Em março, a frustração com a corrupção no futebol chinês acabou em violência na cidade de Xian, no norte da China, quando centenas de torcedores invadiram o campo depois que o árbitro marcou um pênalti contra o time da casa no fim do segundo tempo.

Os torcedores gritavam "apito negro" enquanto agrediam jogadores e a polícia jogando garrafas, isqueiros e outros objetos.

As informações são da BBC Torcedores se revoltaram com o escândalo do 'apito'

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos