Diretor de circo foge levando elefanta estressada

Da Redação
Em São Paulo


Essa é da Alemanha. O diretor de um circo está foragido com sua elefanta após quebrar ordens de autoridades locais que proibiram o estressado animal de andar.

Autoridades ordenaram ao diretor não andar com a elefanta Kenia porque ela estava chateada com a morte de Rani, a outra elefanta do circo. A polícia afirmou que ambos desapareceram sem deixar pistas.

"É mais fácil esconder um elefante do que você pensa", disse um porta-voz da polícia.

Kenia passava o inverno com os outros animais do circo na cidade de Göritz no leste da Alemanha, quando presenciou cenas envolvendo a companheira Rani que lhe partiram o coração.

"Rani quebrou a perna e mesmo após uma operação, ela não sarou. Ela estava mancando e com dores, então colocamos ela para Ždormir`. Kenia teve de testemunhar tudo isso e ela estava sofrendo. Os elefantes são animais muito sensíveis", disse o porta-voz da prefeitura local.


As informações são da Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos