Pesquisa revela: Homens que não se barbeiam fazem menos sexo

Da Redação
Em São Paulo

Esta é para os leitores barbudos: homens que não se barbeiam todos os dias possuem uma vida sexual menos ativa do que os que o fazem e têm risco 70% maior de sofrer um enfarte, mostrou um estudo recente.

O curioso estudo foi feito por uma equipe da Universidade Bristol (Reino Unido), que examinou a relação entre o ato de se barbear e doenças cardíacas em 2.438 homens de meia-idade.

No transcorrer de 20 longos anos de análise de campo, houve 835 mortes entre os homens analisados. No total, 45% dos homens que não se barbeavam todos os dias morreram, contra 31% do outro grupo.

Uma boa parte das mortes estava relacionada a um alto índice de tabagismo e a estilos de vida menos saudáveis entre os integrantes do primeiro grupo. Mas, segundo os cientistas, isso não explica os riscos maiores de sofrer um enfarte. Tampouco o ato de se barbear deve explicar, mas enfim...

O estudo diz que os homens que não se barbeiam todos os dias possuem menos chances de se casar e maiores chances de se tornarem trabalhadores braçais. Eles também têm menos orgasmos, tendem a ser mais baixos e sofrem mais de problemas cardíacos.

"A relação entre um barbear frequente e a morte é provavelmente devida a fatores como o fumo e estilo de vida, mas um pequeno efeito hormonal também deve ser computado", declarou Shah Ebrahim, do departamento de medicina social.

Segundo Ebrahim, a relação entre a frequência do barbear e a saúde cardíaca continuava a existir mesmo depois de descontados os fatores externos. Acredite se quiser. O editor do UOL Tablóide, que cultiva uma espessa barba cor de fogo, sentencia: isso é balela!


As informações são da Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos