ONGs de 15 Estados não querem Kelly Key em campanha contra a AIDS

Da Redação
Em São Paulo

Pode babar à vontade, baby, só não esqueça a camisinha. Esta é a mensagem que a cantora Kelly Key pretende passar na campanha contra AIDS do ministério da Saúde que será vinculada antes do Carnaval. Mas a escolha da cantora para a tarefa de conscientizar os adolescentes de 13 a 19 anos, alvo da campanha, está gerando polêmica. ONGs de 15 estados brasileiros enviaram uma carta ao Ministério, argumentando que a curvilínea loiraça não tem uma identificação nacional e é uma pessoa caracterizada pelo desrespeito das relações amorosas e sexuais.

O ministro da Saúde, Humberto Costa, disse que a polêmica em torno da campanha vai ajudar no sucesso do programa de combate à doença.

"A polêmica faz com que as pessoas se interessem por conhecer a propaganda. As próprias meninas (alvo da campanha) vão analisar melhor o que está acontecendo. É uma boa polêmica", acredita Costa. O ministro garantiu que ela será mantida como garota-propaganda da campanha.

Costa acrescentou que a escolha de Key não foi por acaso. A equipe da pasta de Saúde, segundo ele, optou por uma pessoa de personalidade forte, de influência e formadora de opinião.

"Ela é uma pessoa que tem poder de decisão na relação. Nessa idade as meninas têm dificuldade em negociar a utilização do preservativo com seus parceiros", explicou Costa, talvez influenciado pela música em que a cantora chama um suposto namorado de "cahorrinho" e o manda sentar e ficar calado.

Kelly Key, que foi capa da Playboy em dezembro (a edição vendeu mais de 700 mil exemplares), foi dançarina do cantor Latino, que ajudou promover sua carreira musical. Os dois tiveram um filho e recentemente se separaram, depois de acusações de que ela o teria traído. Se foi com camisinha, tudo bem.


As informações são da reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos