Policial americano vai preso porque furtou pedaço da nave Columbia

Ele só queria um "souvenir", e acabou atrás das grades. Um policial que ajudou nas buscas pelos destroços do ônibus espacial Columbia, no Estado norte-americano do Texas, foi preso na segunda-feira por agentes federais, acusado de ter furtado o que encontrou.

Robert Hagan, de 45 anos, foi acusado de furto de propriedade federal depois que cinco peças de cerâmica do Columbia foram encontrados dentro de um saco de papel no carro dele. Hagan participou das operações de busca pelos escombros do ônibus espacial que se esborrachou quando tentava voltar para a Terra.

"É um dia triste quando um indivíduo que jurou cumprir a lei é acusado de furtar evidências e obstruir esta investigação histórica", disse o promotor Michael Orwig em comunicado.

Hagan mostrou a um de seus colegas o que disse ser uma peça do Columbia depois de voltar para casa em 2 de fevereiro, disse a promotoria. Ao amigo, o policial disse que teria obtido permissão para ficar com as peças. Este colega de língua solta denunciou o pobre homem da lei.

Caso seja declarado culpado, Hagan poderá ser condenado a até 10 anos de prisão e multa de 250.000 dólares. Ah, a América...


As informações são da Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos