Casal alemão pede indenização por "sexo interrompido" em Cuba

Da Redação
Em São Paulo

Esta é uma história de "coito interrompido". Um casal alemão está exigindo uma indenização de uma companhia operadora de turismo porque uma camareira os interrompeu por mais de uma vez no quarto de um hotel cubano enquanto praticavam o mais natural dos atos.

O casal entrou com um processo em um tribunal do distrito de Hanover, Alemanha, exigindo uma indenização, já que, segundo disseram, a camareira entrou duas vezes no momento em que faziam sexo.

Eles disseram ter colocado um aviso de "Não incomodar" na porta do quarto do hotel, mas isso teria resultado inútil. A camareira parecia mesmo disposta a limpar a habitação naquele momento.

Eles pedem cerca de US$ 4.000 de indenização à companhia de turismo TUI. Mas a TUI disse que as falhas do hotel só representam um "inconveniente", e que por isso não são motivo para receber tão alta compensação.



As informações são da Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos