Bêbado morde cão policial. De verdade

Da Redação
Em São Paulo

E depois os norte-americanos reclamam que têm fama de... digamos... inusitados.

Era uma vez Paul Russell Jr., um homem de 33 anos. Apesar do "era uma vez" no início dessa frase, esta história é real, OK? Então vamos lá. Russell estava em um bar, devidamente bêbado. E, como a maioria dos bêbados, enchia o saco. Tanto que foi expulso do bar.

Mesmo do lado de fora, Russell continuou perturbando. Os donos do bar chamaram a polícia, que chegou acompanhada de Renny, um pastor-alemão de 3 anos.

Russell estava na calçada, com um ferimento na cabeça, que sangrava, quando agarrou o cão pelo pescoço e começou a sufocá-lo e a morder seu pescoço. O policial William Foster deu dois sopapos na cara de Russell, que soltou o animal.

A polícia acusou Russell de ter ferido um animal da polícia, de ter resistido à prisão e de obstruir a administração governamental.

Russell declarou ao jornal "Post-Standard", de Syracuse, que estava bêbado e que não acredita que tenha mordido o cão. Disse que estava com o nariz quebrado e os olhos roxos. "Não lembro mesmo", afirmou. "Eu estava bem bêbado."

Russell, o mordedor, foi atendido no hospital e passou a noite na cadeia. Renny, o mordido, não deve ter entendido nada.

Fonte: Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos