Reduzida condenação de milionário egípcio que se casou com 29 menores

Da Redação
Em São Paulo

A Justiça egípcia reduziu para três anos a pena imposta a um milionário que, em janeiro passado, foi condenado a sete anos de trabalhos forçados por ter se casado com cinco mulheres e contraído contratos matrimoniais com 29 menores de idade.

Sayed Ragab al Sueirki, de 52 anos, chorou ao ouvir a decisão e declarou que vai apelar novamente da sentença, pois queria ser absolvido. Por outro lado, algumas de suas esposas, também presentes na audiência, deram gritos de alegria.

Como se não bastasse casar com todas essas menininhas, Al Sueirki ainda falsificou documentos - 29 de suas esposas eram menores de 15 anos, o que o levou a usar documentos falsos que as faziam passar por 16, a idade legal para o casamento no Egito.

Fonte: AFP

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos