Representante brasileira no Miss Universo já abriu mão de ser miss, revela sua mãe

Pedro Cirne
Do UOL Tabloide
Em São Paulo

Ser mãe de árbitro de futebol não é fácil, como todo mundo já sabe. Mas... e ser mãe de miss?

Com essa dúvida na cabeça, o Editor do UOL Tabloide foi atrás de Kátia Costa, 46 anos, assistente social sanitarista e mãe de Larissa Costa, Miss Rio Grande do Norte, Miss Brasil e, portanto, representante verde-e-amarela no Miss Universo 2009, que será disputado no próximo domingo (23) em Nassau (Bahamas).

Simpática e, claro, empolgada com a filha, Kátia Costa revelou que a bela Larissa, anos atrás, já havia deixado de lado a oportunidade de ser Miss Rio Grande do Norte para terminar a faculdade. E hoje...

Hoje, olha ela lá no Miss Universo... (Mas olha mesmo, que o álbum está lindo...)

Editor do UOL Tabloide - A senhora vai para Bahamas, não é? Quantos pessoas irão contigo?
Kátia Costa
- No grupo que vou, são 28 pessoas. Eu, meu marido, o pai da Larissa, vários primos, primas e amigos!

Editor do UOL Tabloide - Quanta gente!
Kátia Costa
- É! (risos) Somos muito família aqui, nos ajudamos muitos e nesse momento queremos ajudar a Larissa.

Editor do UOL Tabloide - Tem conseguido falar com a sua filha?
Kátia Costa
- Raramente. A agenda da Larissa é muito intensa. Tenho conseguido falar com a peruana, que fala vários idiomas e está ajudando a Larissa.
Ela diz que acorda às 6h da manhã, começa a agenda e termina tarde! Ela não tem muito tempo...

Editor do UOL Tabloide - Ela sempre sonhou em ser miss? Disputou muitos concursos?
Kátia Costa
- Não... Aos 14 anos, ela estava na praia e a convidaram para ser modelo. Fui reticente, mas fizemos um acordo: ela não pararia de estudar. As agências têm agendas muito intensas, e atrapalhavam os estudos. E a prioridade aqui são os estudos. E ela fazia faculdade de pedagogia e continuava desfilando, contanto que não atrapalhasse.

Não temos (no Rio Grande do Norte) uma cultura de miss como vocês no Sul e no Sudeste têm. Em alguns anos, escolhiam uma menina e ela virava miss direto. Convidaram a Larissa para ser miss anos atrás, mas ela não aceitou por causa dos estudos. Estava perto de acabar a faculdade. Eu disse a ela: "se surgiu este convite, vai surgir outro"!

E este ano ela disputou o concurso com 19 candidatas, e ela venceu. Ela estava tão assim "vou, não vou?", que não saiu por Natal, mas por São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal.

Editor do UOL Tabloide - "Se surgiu este convite, vai surgir outro!" Que confiança!
Kátia Costa
- Ela tinha vencido dois grandes concursos de modelo aqui. E eu queria que ela tivesse formação, segurança. Há várias meninas aqui que foram modelos no exterior, trabalharam, trabalharam, trabalharam e não ganharam nada...

Editor do UOL Tabloide - O que mudou na vida dela quando ela foi eleita Miss Brasil?
Kátia Costa
- Mudou tudo. Ela foi morar no Rio. É uma rotina intensa, ela tem que ter muito disciplina: alimentação balanceada, atividades físicas, cuidar da pele e da postura e ler muito para ter conhecimentos gerais. São muitos compromissos.

Veja o recado de Larissa Costa ao internauta do UOL Tabloide antes
de ela ser eleita Miss Brasil 2009

Editor do UOL Tabloide - Como foi a preparação dela para concorrer ao Miss Brasil?
Kátia Costa
- Foi um grande desafio. Eu disse a ela: você tem que ver tudo o que uma miss precisa ter, para irmos atrás. Uma nutricionista, por exemplo, porque há modelos que fazem dietas malucas, e eu sou sanitarista. Não queria isso para ela. Ela voltou a estudar inglês.

Editor do UOL Tabloide - E a senhora tem outras filhas?
Kátia Costa
- Lorena Costa, um ano mais nova que Larissa.

Editor do UOL Tabloide - Bonita como a irmã?
Kátia Costa
- É outro tipo de beleza, mas é muito bonita também. É advogada.

Editor do UOL Tabloide - Como é ser mãe de miss?
Kátia Costa
- (risos) Todos me fazem essa pergunta! Eu vou te perguntar: qual a ideia que você tem do que é ser mãe de miss?

Editor do UOL Tabloide - Eu acho que deve ser difícil. Porque está tudo com ela agora, não? O que a senhora pode fazer é torcer e conversar com ela.
Kátia Costa
- Exatamente. Ser mãe de miss é como ser mãe de advogada: tem que participar, conversar, muitas vezes mostrar os perigos... Acho que minha postura sempre foi de ajudar muito.

Editor do UOL Tabloide - E a senhora, nunca sonhou em ser miss?
Kátia Costa
- Não! (risos) Engraçado! Esse sonho não foi meu, foi dela! Quando eu era mais nova, nunca me passou, até porque não tinha biotipo de miss, sempre fui muito magra. Eu casei muito nova e investi na carreira acadêmica. Eu sempre fui na linha acadêmica. Talvez por isso que eu tenha segurando tanto a Larissa!

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos