É hoje: apenas uma das 83 concorrentes será eleita Miss Universo

Pedro Cirne
Do UOL Tabloide

Em Las Vegas (EUA)

  • Reuters

    Débora Lyra, a Miss Brasil, já em Las Vegas, ao lado de outras beldades; veja mais fotos

    Débora Lyra, a Miss Brasil, já em Las Vegas, ao lado de outras beldades; veja mais fotos

É hoje (23) que Las Vegas verá o destino de 83 das mulheres mais lindas do mundo. Das 18h às 20h daqui (22h à meia-noite do horário de Brasília), uma das concorrentes será eleita Miss Universo 2010... E as outras 82 voltarão para casa “apenas” como misses nacionais – o que, convenhamos, não é pouco.

  • Você Manda/UOL

    As internautas viraram misses: mande sua foto!

E como será que elas encaram o grande dia? Como uma competição? Diversão? Experiência única?

“Amo estar no palco”, conta a representante irlandesa, Rozanna Purcell. “Sei que estarei com o coração assim acelerado (e ela faz um movimento exaltado, como se seu coração fosse uma britadeira), mas sei que terei que me acalmar e pensar: é a minha única chance de ser Miss Universo!”

“Espero, pelo menos, chegar entre as 15 semifinalistas - afinal, é uma competição”, planeja a Miss Honduras, Kenia Martinez. “E pretendo me divertir. Afinal, é uma oportunidade única!”

“Temos que competir, é claro, mas a experiência é muito mais do que isso”, pondera a Miss Japão, Maiko Itai. “Conviver com 82 garotas de tantos países e culturas é muito rico.”

“O concurso passa tão rápido que, quando acaba, nós nem percebemos”, resume a Miss Brasil, Débora Lyra. (Cá entre nós: na opinião jamais imparcial do ufanista Editor do UOL Tabloide, ela é a favorita à coroa...)

Força sul-americana

A representante ganense, Awurama Simpson, lamenta a força das candidatas da América do Sul e diz esperar ser a quarta africana a ser eleita Miss Universo - a última vez foi ainda no milênio passado, com a botsuana Mpule Keneilwe Kwelagobe (em 1999).

“Os concursos na América do Sul são tão grandes que elas já chegam aqui favoritas e muito fortes”, reflete a Miss Gana. “Esses concursos de beleza estão crescendo na África, então talvez aconteça em breve de uma representante de nosso continente voltar a ganhar a coroa.”

A ganense reflete sobre o impacto de uma eventual conquista: “teria um efeito muito positivo nas mulheres e nas crianças. Podemos servir de exemplo!”.

Sarodj Bertin, a Miss Haiti, tenta tirar o foco delas, as concorrentes. “Sei que todas brilharemos hoje... Mas nenhuma de nós tem a menor ideia do que vai acontecer. Eu só não gostaria de estar no papel dos jurados... O trabalho deles é o mais difícil de todos!”

O Editor do UOL Tabloide lamenta discordar de uma dama tão simpática, mas... há quem discorde, Miss Haiti...

Para quem quiser acompanhar, o concurso será televisionado pela Band e pelo canal pago TNT.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos