Norte-americano acorda sem pênis após operação

Da Redação Em São Paulo

Folha Imagem
O editor do UOL Tablóide não vai divulgar o nome nem o rosto do pobre texano


Não ria. Isso é um pesadelo.

Um texano acordou após uma cirurgia de bexiga e descobriu que os médicos haviam amputado seu pênis sem sua permissão.

Sem pênis, mas com atitude. O texano entrou na Justiça contra os irresponsáveis que o operaram. Nesta quinta, um acordo foi assinado fora do tribunal. Os termos do acordo não foram divulgados, mas H. R., de 67 anos, pedia cerca de US$ 5 milhões.

O advogado de R., Steve Briley, disse que seu cliente passou por uma cirurgia para a remoção de uma bexiga cancerosa, que incluiria a remoção de sua próstata. Ele argumenta que os médicos removeram o pênis de R. pois pensaram erroneamente que o câncer havia se espalhado para o órgão masculino.

Um exame patológico realizado no membro amputado indicava que o tecido peniano não era canceroso.

Joel Steed, advogado que representa os médicos, disse que o paciente havia sido informado que o pênis poderia ter que ser removido para tratar o câncer de bexiga. Ele também questionou os resultados dos exames de patologia no pênis amputado.

Isso não é um pesadelo. É pior que um pesadelo.

Fonte: Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos