Holanda autoriza venda de maconha em farmácias

Da Redação Em São Paulo

Reuters
A erva medicinal


Holanda. A terra do craque Bergkamp (do Arsenal, da Inglaterra). Da bela atriz Famke Janssen (a Jean Grey, dos "X-Men"). Do piloto de Fórmula 1 Jos Verstappen. E, agora, a terra da maconha em farmácia.

A Holanda tornou-se nesta segunda-feira o primeiro país do mundo a legalizar a venda de maconha em farmácias. Os médicos poderão receitar a erva para aliviar a dor, a náusea e a perda de apetite em doentes de câncer e de Aids, para aliviar os espasmos de dor dos doentes de esclerose múltipla e para reduzir os tiques físicos ou verbais de pessoas com a síndrome de Tourette.

Assim como as farmácias, 80 hospitais e 400 médicos terão autorização para fornecer doses de 5 gramas da maconha medicinal SIMM18 por 44 euros o tubo. Um outra variante, a Bedrocan, mais potente, estará disponível por 50 euros.

O Ministério da Saúde recomenda que os pacientes diluam a cannabis em um chá ou que a transformem em um spray. O mesmo órgão estima que até 7.000 pessoas na Holanda vêm usando a cannabis para fins medicinais. Esse número, segundo estimativas oficiais, pode agora dobrar.

A maconha apresenta vários antecedentes de uso medicinal. Foi usada pelos chineses cerca de 5.000 anos atrás. A rainha Vitória, do Reino Unido, teria tomado a droga para combater dores menstruais. A maconha apresenta também vários antecedentes de uso lúdico. Pelo menos, é o que dizem por aí.

Fonte: Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos