Empresas aéreas vão à Justiça para evitar perdas com urubus

Da Redação
Em São Paulo

Marlene Bergamo/Folha Imagem
"Ah! Um urubu pousou na minha sorte!",
já dizia Augusto dos Anjos

Você certamente já leu sobre algum inusitado acidente em que um urubu se chocou com um avião, e deu um tremendo susto nos passageiros. E isso é mais comum do que você pensa: somente neste ano, 228 aves, na sua maioria urubus, se chocaram com aviões nos céus do Brasil. Foram 341 acidentes assim em 2002.

E as companhias aéreas resolveram tomar uma atitude: agora, essas empresas vão tentar receber na Justiça as perdas causadas pela colisão com aves, quando ficar comprovado que a presença do animal se deve a lixões perto dos aeroportos.

Uma Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) proíbe, desde 1995, a implantação de atividades que atraem aves em um raio de 20 quilômetros em torno dos aeroportos. Entretanto, esses lixões existem. E dá no que dá...

Fonte: Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos