"Maradonianos" celebram dia sagrado na "igreja" Mão de Deus

Da Redação
Em São Paulo

Reuters
Tava achando que era mentira do editor do UOL Tablóide? Olha aí os tais "maradonianos" em ação!

Quem foi melhor: Pelé ou Maradona? A polêmica reúne dois povos apaixonados e deve perdurar por anos e anos - afinal, nem brasileiros, nem argentinos darão o braço a torcer. Mas a fanática torcida argentina mostrou uma nova e inusitada maneira de demonstrar sua idolatratia pelo maior esportista de seu país: a "igreja" Mão de Deus, cujos seguidores são os "maradonianos".

Maradona completou 43 anos nesta quinta-feira, 30 de outubro. Para os "maradonianos", trata-se do início do 43º ano D.D. ("depois de Diego"). Cerca de 200 seguidores se reuniram nesta quinta no templo dedicado ao ex-jogador para comemorar a data.

"Em Diego, eu penso, sinto e existo", disse o pintor Sergio Martina à agência de notícia Reuters. Alejandro Veron, 34, um dos fundadores do grupo, disse que quase 20.000 pessoas, inclusive islandeses e vietnamitas, tornaram-se membros da igreja por meio de seu site oficial.

Questionado se eles realmente acham Maradona um deus, Veron confirmou com a cabeça. "Somos todos católicos. Temos um Deus da Razão, que é Cristo, e um Deus do Coração, que é Diego", disse ele.

A carreira de Maradona foi manchada por problemas com drogas, e agora ele mora em Cuba, onde faz tratamento de reabilitação para ex-usuários de droga. "Isso só mostra que ele é humano, o que me faz sentir ainda mais perto dele", disse Ana (10) Espinosa de 23 anos, que seguiu o "nono mandamento" da Igreja, que é incorporar o nome do jogador ou o número de sua camisa, como no seu caso, em seu nome.

O nome da igreja é uma referência a um gol de Maradona na vitória da Argentina sobre a Inglaterra pelas quartas-de-final da Copa do Mundo de 1986. Neste jogo, o argentino fez um gol com a mão, sem que o árbitro percebesse. Questionado sobre a irregularidade do tento após a partida, Maradona afirmou que "o gol foi feito com a minha cabeça e com a mão de Deus". Para saber mais sobre Maradona e a Copa de 1986, vencida pela Argentina, clique aqui.

Fonte: Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos