Juiz francês é acusado de se masturbar durante audiência

Da Redação
Em São Paulo

França, essa terra maravilhosa. Berço de Brigitte Bardot, Zinedine Zidane, Laetitia Casta, Alain Prost, Sandrinne Bonnaire, Amélie Poulain... E de casos inusitados, como este: um juiz de Angouleme foi suspenso provisoriamente de suas funções acusado de "ato obsceno" - ele teria se masturbado durante uma audiência, informaram nesta quinta-feira fontes judiciais.

Em outubro, segundo um jornalista dedo-duro que assistiu à cena, o magistrado em questão, assessor do tribunal correcional, masturbava-se enquanto uma advogada fazia seu relato.

O procurador da República ordenou então uma investigação penal que foi efetuada pela polícia de Angouleme. A suspensão provisória do juiz foi decidida na ausência do acusado, que alegou "razões de saúde" para não ir.

E ainda dizem que o editor do UOL Tablóide é que é estranho.

Fonte: AFP

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos