Vendedoras usam crachá com número do sutiã para ajudar clientes homens

Da Redação
Em São Paulo


SUGESTÃO PARA FUNCIONÁRIAS:
A atriz, modelo e solteira Heidi Klum
Fotos AFP
Ilona Staller, a popular Cicciolina

A dona de uma loja de roupas íntimas de Ringkoebing, ao sul de Copenhague, decidiu que todas as suas funcionárias deveriam usar um crachá com o nome e o número do sutiã, a fim de ajudar os homens que vão ao estabelecimento comprar lingerie para suas companheiras.

"Muitos vêm à loja e não sabem o número da lingerie de sua mulher ou namorada e buscam olhar entre as funcionárias aquelas cujos seios sejam do mesmo tamanho que os da interessada. Agora, tornamos legítimo olhar os seios de nossas meninas", afirmou a proprietária, Lotte Kaalund, que também tem o seu crachá.

Kaalund diz que quando propôs a idéia às funcionárias, todas reagiram positivamente, deixando claro que o uso era voluntário e ressaltando o lema "ver, mas não tocar".

"Os clientes masculinos estão muito contentes com este serviço extra e as mulheres acham muito divertido", diz a dona, a quem já se dirigiu outra loja da rede para pedir-lhe que lhe envie alguns crachás.

Fonte: EFE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos