Colonização de Marte é possível, dizem cientistas

Da Redação
Em São Paulo

O espaço, a fronteira final. A verdade está lá fora. Há muitos e muitos séculos, em uma galáxia distante...

Os fãs de ficção científica, que sabem as frases do parágrafo anterior de cor em inglês, português e na língua do pê, vão gostar desta notícia, divulgada pela Nasa (a agência espacial norte-americana): seres humanos poderiam sobreviver às condições na superfície do Planeta Marte. Obviamente, o pessoal da Nasa não tirou essa informação do nada, mas de dados coletados por um módulo espacial de pesquisa.

Em uma conferência na Califórnia, os cientistas da Nasa revelaram que o maior problema que enxergam no tocante a estabelecer uma base humana no Planeta Vermelho seria a radiação à qual seus moradores estariam submetidos. No entanto, tal radiação equivale a, no máximo, o dobro da radiação a que os astronautas já se submetem em missões na Estação Espacial Internacional, que orbita a Terra.

Júpiter também?!
Também nesta segunda-feira, outro grupo de cientistas, que participa da mesma conferência em San Francisco, revelou detalhes de um plano para enviar uma sonda às luas de Júpiter.

A missão da sonda Galileu, encerrada neste ano, revelou que três das luas gigantes de Júpiter - Calisto, Ganimedes e Europa - poderiam ter oceanos de água sob suas superfícies congeladas. Foi proposta então uma sonda que iria explorar a possibilidade de que exista vida nesses oceanos.

O projeto da sonda foi encomendado pela Nasa a um grupo de cientistas chefiado pelo pesquisador Ronald Greeley, da Universidade Estadual do Arizona. "Nosso primeiro objetivo é ver se há água líquida por baixo da superfície", afirmou o professor.

Milhares de fãs de ficção científica torcem para que sim. O editor do UOL Tablóide é um deles.

Fonte: BBC Brasil

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos