Árbitro favorece o Fluminense, e seleção cubana deixa o campo

Da Redação

A seleção de Cuba enfrentava o Fluminense em um jogo-treino para as eliminatórias para a Copa do Mundo de 2006. O árbitro já havia anulado dois gols dos cubanos, e validou um tento um duvidoso de Romário, que estaria em condição legal (segundo o árbitro e os fluminenses) ou impedido (segundo os cubanos, os flamenguistas, os vascaínos e os botafoguenses).

Os cubanos...

a) Deixaram o campo, indignados;
b) Furaram a bola, raivosos;
c) Cuspiram no gandula, descontrolados;
d) Agrediram o árbitro, furiosos;
e) Deixaram o campo, indignados, não sem antes furarem raivosamente a bola, cuspirem descontroladamente no gandula e agredirem furiosamente o árbitro.

A resposta correta é a alternativa "a". Os cubanos, diferentemente de certos árbitros, são elegantes.

Fontes: "Folha de S.Paulo" e "O Globo"

ps 1: Parece brincadeira, mas esta história é verdade. Aconteceu nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro, e foi devidamente noticiada pela imprensa local. O peruano Miguel Company, treinador de Cuba, foi quem ordenou a equipe que deixasse o campo aos 30 min do segundo tempo. O placar do jogo-treino era 3 a 2 para o Fluminense.

ps 2: Você conhece o blog do Editor do UOL Tablóide?

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos