Iraniana pede que marido limite surras a uma vez por semana

Da Redação

Cansada de apanhar do marido, uma iraniana resolveu recorrer à Justiça de seu país e exigir respeito por parte de seu cônjuge. Cumpra-se a lei!

(Amigas do editor do UOL Tablóide vão ao delírio)

Mas se você pensou que ela não queria mais ser agredida, enganou-se. A mulher, que apanhava diariamente, queria limitar as surras a "apenas" uma vez por semana.

(Amigas do editor do UOL Tablóide ficam injuriadas)

Maryam, uma mulher de meia-idade, disse que não queria se divorciar porque amava o marido, segundo o jornal Aftab-eyazd. "Apenas diga-lhe para me bater uma vez por semana... bater é parte de sua natureza e ele não pode parar com isso", disse Maryam ao tribunal.

Estupefato, o tribunal de Teerã não teve outra alternativa a não ser declarar o homem culpado e proibi-lo de espancar a mulher.

(Amigas do editor do UOL Tablóide sentem-se aliviadas)

"Se eu não espancar, ela não terá medo o bastante para me obedecer", explicou o marido.

(Amigas do editor do UOL Tablóide pedem o endereço do iraniano para dar uma sova no infeliz)

O editor do UOL Tablóide, que não gosta de bater sequer em pandeiro, pergunta: qual deveria ser o castigo do iraniano? e da mulher dele? Deixe sua opinião no UOL Tablog.

Fonte: Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos