Mulher grávida é presa por falar alto no celular

Da Redação

Aposto que isso já aconteceu com você.

Você liga para o seu namorado(a) e pergunta algo bem banal, como:
- Nhonhoco, você deu comida para o Toby?
- Chuchuco, que tal a gente levar a mamãe para almoçar no domingo?
- Nheco-nheco, você fica brava se hoje eu não for na sua casa para jogar bola com o Pedrão?

Pronto. Do nada a discussão começa e você ali, no meio da rua, cercado de gente, sem ter para onde ir nem onde se esconder. Foi isso que ocorreu com a americana Sakinah Aaron, 23. Grávida, ela batia boca pelo celular com seu amado enquanto andava de metrô.

Agora, eu aposto que isso nunca aconteceu com você.

Um policial segurou Sakinah pelo braço, forçou-a a se ajoelhar, e a algemou. Ela foi levada a uma delegacia e foi acusada de conduta inadequada e resistência à prisão. Aaron foi solta depois de ficar presa por quatro horas em uma cela.

De acordo com o policial, a mulher estava gritando e irritando os passageiros. Ela afirma que estava tendo uma conversa "amistosa" com seu noivo.

Segundo o jornal "Washington Post", esse é apenas mais um exemplo de abuso da polícia do metrô local. Em julho, uma mulher de 45 anos foi presa por comer uma barra de doces (!!!!!). Em 2000, uma menina de 12 anos foi presa por comer batatas fritas em um vagão (!!!!!!!!).

Para Robert Smith, presidente do metrô de Washington (não confundir com o vocalista do "The Cure"), a juventude perdeu a educação e está se tornando um problema para o transporte.

Você conhece o blog e o fotoblog do editor do UOL Tablóide?

Fonte: Folha Online

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos