Homem preso injustamente por 22 anos pede US$ 4,9 milhões

Da Redação

Sua vida está ruim? Não anda lá essas coisas? Teu time quase foi rebaixado, sua namorada anda reclamando que ir no cinema todo final de semana é tedioso, seu salário não chega até o final da semana, que dirá do mês? Podia ser muito pior.

O norte-americano Wilton Dedge ficou preso na Flórida durante 22 anos por estupro - que não cometeu. Dedge foi inocentado em 12 de agosto de 2004, e agora pede agora US$ 4,9 milhões de indenização.

Os advogados de Dedge justificam a milionária indenização referindo-se aos salários perdidos, ao encarceramento injusto, às despesas de sua família e à assessoria legal.

Fonte: EFE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos