Pênis não cresce, e homem processa empresa

Da Redação

Há momentos em que um homem tem que tomar uma atitude. E o assunto aqui é sério, e não meros contratempos como o fato de a conta demorar, o mecânico cobrar R$ 500 por trocar a rebimboca da parafuseta ou a TV a cabo cancelar a sua assinatura no exato instante em que começa o Fla-Flu (ou Corinthians x Palmeiras, para os paulistas).

Um homem processou nesta semana uma empresa fabricante de um remédio para crescer o pênis porque a suposta pílula não deu os resultados prometidos.

(Em respeito ao querelante, o Editor do UOL Tablóide não irá revelar o seu nome. Doravante, ele será conhecido como... Senhor Guimba.)

Pois o Senhor Guimba declarou a um tribunal de Nova Jersey (Estados Unidos) que pagou quase US$ 60 dólares pelo tal comprimido, e mesmo assim o seu falo não cresceu os tais 6 centímetros prometidos. Aliás, não cresceu centímetro algum.

"A propaganda era muito, muito convincente e se respaldava com declarações de médicos e estrelas da pornografia que testemunhavam seus resultados", disse o Senhor Guimba.

O Editor do UOL Tablóide adverte: cuidado ao comprar produtos que prometem curas milagrosas. Há coisas que só na próxima encarnação.

Fonte: EFE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos