Vovô que pediu para ser adotado foge e deixa dívidas com família

Da Redação

"Ele não era o vovô que queríamos." A frase, retirada de seu contexto, pode parecer maldosa. Mas vamos ao contexto.

Um aposentado italiano solitário, que foi "adotado" por uma família no ano passado depois de colocar anúncios em jornais pedindo companhia, fugiu deixando para trás uma grande conta no dentista e cheques sem fundo.

Giorgio Angelozzi, de 80 anos, fugiu da casa da família que o abrigava em Bergamo, no norte da Itália, antes de pagar uma conta de dentista de 2.360 euros (cerca de R$ 5.680). Dois cheques que Angelozzi deu para cobrir os custos eram roubados de uma outra família que o acolheu.

"Ele não era o vovô que queríamos. Ele se deu bem com a mamãe, mas quando conversávamos com ele sobre nossos assuntos, ele se entediava", disse Dagmara Riva sobre o professor aposentado que foi acolhido por seus pais.

Angelozzi recebeu um monte de ofertas de famílias italianas e de outros países - Brasil inclusive - antes de optar viver com a família Riva.

Fonte: Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos