Astróloga processa Nasa por "mudar rota" de cometa

Da Redação

Trilha sonora para esta nota: "Meu amor, nosso amor estava escrito nas estrelaaaaaaaaas, tava sim...", com a Tetê Espíndola.

Uma astróloga russa está processando a Nasa por ter alterado seus mapas astrais ao fazer com que o projétil "Impacto Profundo" colidisse com o cometa Tempel 1. Segundo a imprensa local, ela está pedindo ressarcimento por perdas no valor de US$ 300 milhões.

"É óbvio que os elementos da órbita do cometa, e sua efeméride correspondente, irão mudar após a explosão, o que interfere com meu trabalho de astrologia e distorce meus horóscopos", disse Marina Bai em documentos enviados ao diário russo "Izvestia".

Uma porta-voz do tribunal em Moscou confirmou que o caso era verídico, mas não soube informar quando será a primeira audiência.

Os cientistas da agência espacial americana já afirmaram diversas vezes que a órbita do cometa não seria alterada pelo choque. Eles comparam a colisão da "Impacto Profundo" com o Tempel 1 ao encontro de uma mosca com um avião de passageiros viajando em velocidade de cruzeiro. Como se não bastasse, colisões desse tipo ocorrem o tempo todo no espaço.

O Editor do UOL Tablóide não acredita em astrologia. Principalmente por que o horóscopo de hoje recomenda ceticismo em relação às ciências ocultas. Este jornalista também não tem vocação para vidente, mas prevê que a astróloga russa não receberá a indenização de US$ 300 milhões.

Fonte: Folha Online

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos