Deputado de Uganda propõe universidade gratuita para virgens

Da Redação

Mais uma da série "parlamentares e suas idéias mirabolantes".

Um nobre deputado de Uganda apresentou um projeto de lei para que as mulheres virgens possam cursar universidade gratuitamente.

Ainda que questionável, a proposta tem um objetivo nobre: incentivar a abstinência sexual no país, seriamente afetado pela Aids.

Segundo o projeto, para conseguir o benefício dos estudos universitários gratuitos é necessário que a virgindade da postulante seja comprovada com um certificado médico. "Suponho que com esta proposta as coisas poderão mudar, além de elevar o nível de moralidade", disse o parlamentar.

Uganda é um dos países da África que há mais tempo tenta combater o flagelo da Aids. As estatísticas oficiais mais otimistas mostram que atualmente 7% da população é portadora do vírus da Aids --na década de 90 esse índice chegou a quase 30%.

O Editor do UOL Tablóide conhece muitas pessoas que usam o sexo para levar vantagem. Mas essa é a primeira vez que vê alguém se dar bem pela falta de sexo.

Fonte: Folha Online

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos